Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Espanha. Jovens com 16 e 17 anos só podem abortar se os pais autorizarem

  • 333

O Governo espanhol vai alterar a lei do aborto. Esta terça-feira, o Partido Popular conseguiu fazer passar algumas restrições à interrupção voluntária da gravidez. A lei deverá entrar em vigor em junho.

A partir de agora, em Espanha, as jovens com 16 e 17 anos que queiram interromper voluntariamente a gravidez têm de pedir autorização aos pais. A lei foi aprovada na generalidade, na terça-feira, no Parlamento espanhol.

Desde 2010, quando estava no poder o Governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero, era permitido abortar sem qualquer restrição até às 14 semanas de gestação. Em setembro passado, o atual Governo aprovou um plano que revertia a lei socialista. Agora, já legislado passa a existir regras na interrupção voluntária da gravidez.

Segundo a Associated Press, a lei ainda vai demorar algum tempo para entrar em vigor, só sendo colocada em prática em junho.

A medida - uma proposta do Partido Popular, no governo - foi aprovada por maioria absoluta, enquanto a maior parte da oposição votou contra. Não foi o caso do líder dos socialistas, Pedro Sánchez, que votou a favor da proposta por engano.

"O meu compromisso com a defesa das liberdades das mulheres menores de 18 anos é firme. Sempre o defendi em público. Lamento o erro", escreveu Pedro Sánchez no Twitter. Foi o único socialista a votar ao lado dos deputados do Governo de Madrid. Cinco populares votaram contra.