Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Drone com material radioativo sobrevoa gabinete do PM japonês

  • 333

FOTO REUTERS/Kyodo

Governo nipónico diz que o incidente obrigará ao reforço das medidas de segurança, face à possibilidade de drones poderem vir a ser usados na realização de ataques terroristas.

Um drone que transportava uma substância radioativa foi encontrado na quarta-feira por um segurança no telhado do gabinete do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Segundo as autoridades, o aparelho ter-se-á despenhado no topo do edifício governamental, frisando que foram apenas detetadas reduzidas emissões radioativas, sem qualquer risco para os humanos.

Desconhecem-se os motivos pelos quais o drone - com cerca de 50 centímetros e um símbolo que alertava para o risco de emissão radioativa - estava a sobrevoar a zona do gabinete do chefe do governo japonês, mas entretanto já foi aberta uma investigação para apurar as causas do incidente.

"A situação verificou-se no centro do Governo japonês, o gabinete do primeiro-ministro, pelo que tomaremos todos os passos necessários, incluindo uma investigação detalhada pela polícia", afirmou Yoshihide Suga, porta-voz do Executivo nipónico, citado pela Reuters.

O responsável disse por sua vez à Associated Press que será necessário aumentar a vigilância, nomeadamente face à eventual ocorrência de um ataque terrorista quando Tóquio se preparar para realizar os Jogos Olímpicos em 2020.

"Há a possibilidade de drones poderem ser usados para a realização de atentados. É necessário ter em consideração o último incidente, pelo que iremos rever as regras relativamente aos drones. Faremos tudo o que for possível para evitar ataques terroristas", acrescentou.



Já Shinzo Abe não teceu qualquer comentário em relação ao sucedido, uma vez que se encontra na Indonésia a participar na cimeira Ásia-África.