Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois mortos em tiroteio numa escola dos EUA

Escola secundária de Marysville-Pilchuck. Tiroteio deixou os estudantes em pânico

Reuters

O tiroteio terá começado no refeitório da escola secundária de Marysville-Pilchuck, em Seattle. Autor dos disparos matou uma colega de turma e suicidou-se.

Lusa e Reuters

Um estudante efetuou esta sexta-feira vários disparos numa escola de Seattle, nos Estados Unidos. Atingiu mortalmente uma colega de turma e feriu com gravidade, pelo menos, mais quatro pessoas antes de se matar, anunciou a imprensa citando fontes policiais.

Segundo fonte hospitalar, três dos quatro feridos, dois rapazes e duas raparigas, foram baleados na cabeça.

As autoridades policiais desconhecem, por enquanto, o que terá motivado o ataque, recusando revelar a identidade do alegado agressor. 

Imagens ao vivo transmitidas pela televisão mostravam muitos polícias e elementos dos serviços de socorro junto da escola secundária de Marysville-Pilchuck, no Estado de Washington, frequentada por cerca de 2500 alunos.

De acordo com a imprensa local, os alunos que presenciaram o tiroteio disseram que o atirador, aluno da escola, estava no refeitório calmamente e que depois começou a disparar.

"Ele estava sossegado, estava apenas ali sentado e toda a gente estava a conversar. De repente vi-o levantar-se e tirar algo do bolso", disse um dos alunos à televisão CNN, acrescentando que depois começou a ouvir os tiros e que viu três alunos caírem como se estivessem mortos.