Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Detida no Líbano não é esposa do líder do EI

O Governo Iraquiano afirmou esta quarta-feira que a mulher capturada no Líbano não é a segunda esposa de Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico, mas a irmã de um suspeito de terrorismo que se encontra detido no Iraque.

Saad Maan Ibrahim, Ministro do Estado Interior iraquiano, declarou que a mulher identificada como Saja al-Dulaimi, detida pelo exército libanês na passada semana, não é a segunda mulher de al-Baghdadi. Segundo as declarações de Saad Maan, a mulher, que viajava juntamente com a filha de 9 anos, ambas com identidades falsas, tinha anteriormente fugido para a Síria, onde permanecera sequestrada durante meses. 

O Ministro do Estado Interior, citado pelo diário "The Guardian", afirmou ainda que Saja é irmã de Omar Abdul Hamid al-Dulaimi , um jiadista detido pelas autoridades e condenado à morte, embora outras fontes, como a Associated Press, indiquem que se trata da sua esposa. 

Apesar do desmentido oficial do governo iraquiano, que surgiu após os meios de comunicação divulgarem a detenção, as autoridades libanesas continuam a indicar Saja como mulher de Abu Bakr al-Baghdadi, líder do autoproclamado Estado Islâmico.