Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Coligação liderada pelos EUA mata 52 civis na Síria

  • 333

Os habitantes da província de Alepo são massacrados quer pelos ataques das forças de Bashar al-Assad, como o da imagem, quer por ataques falhados das forças da coligação

Hosam Katan/Reuters

Um ataque da coligação liderada pelos Estados Unidos contra alvos do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) vitimou dezenas de civis no norte da Síria, denuncia o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Ao início da manhã desta sexta-feira, "bombardeamentos da coligação atingiram a aldeia de Birmahle, na província de Alepo matando 52 civis", confirmou à AFP Rami Abdel Rahman, responsável pela organização sediada em Londres.    

Sete das vítimas mortais são crianças. Outras 13 pessoas continuam desaparecidas debaixo dos escombros das habitações bombardeadas.    

A aldeia atacada fica situada nas proximidades de uma linha de combate entre os membros do Daesh e as forças curdas, e outras fações rebeldes.    

Até ao momento,o incidente ainda não foi confirmado pela coligação que combate o Daesh no Iraque e na Síria.    

No início deste mês, o Observatório avisou que a operação militar liderada pelas forças norte-americanas matou mais de 2000 pessoas, incluindo pelo menos 1922 membros do Daesh.