Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Caso "Ruby". Berlusconi absolvido pode regressar à política

  • 333

Imagem combinada de Silvio Berlusconi e de Karima El Mahroug, conhecida como "Ruby", uma marroquina menor de idade a quem o antigo primeiro-ministro italiano terá pago por serviços sexuais prestados entre fevereiro e maio de 2010

GIUSEPPE ARESU,FILIPPO MONTEFORTE/AFP/Getty Images

Ex-primeiro-ministro italiano foi ilibado no âmbito do caso que o proibia de voltar a exercer cargos públicos. O Supremo Tribunal concluiu agora que Berlusconi não tinha de saber que "Ruby" não tinha 18 anos quando lhe pagou por serviços sexuais.

Margarida Mota

Jornalista

O antigo chefe do Governo italiano Silvio Berlusconi foi ilibado esta terça-feira, pelo Supremo Tribunal, das acusações de prostituição de menores e abuso de poder, no âmbito do chamado "caso Ruby".

A sentença abre a porta ao regresso de Berlusconi, de 78 anos, à vida política, da qual estava afastado pela anterior decisão.

Em junho de 2013, Berlusconi foi condenado, em primeira instância, a sete anos de prisão por ter pago a Karima El Marough, uma marroquina menor de idade, por serviços sexuais prestados entre fevereiro e maio de 2010.

O Supremo Tribunal italiano concluiu agora que Berlusconi não tinha de saber que "Ruby", como era conhecida, não tinha 18 anos.

Berlusconi foi também condenado por abuso de poder por ter pressionado, enquanto chefe de Governo, o comandante da polícia de Milão a libertar "Ruby", entretanto detida por roubo.

Em julho de 2014, o Tribunal de Recurso de Milão reverteu a sentença e absolveu o ex-governante italiano. A acusação recorreu para o Supremo que agora confirmou a decisão da segunda instância.