Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Candidato do PP foi o primeiro a votar. Mas os políticos já votaram todos

  • 333

O candidato do PP, Juan Manuel Moreno foi o primeiro a votar, em Málaga. O dirigente da Esquerda Unida votou em Huelva, Susana Díaz do PSOE em Sevilha, e Teresa Rodríguez, do Podemos, em Cádiz.

Os candidatos à presidência da Junta da Andaluzia dos cinco principais partidos já votaram, com apelos à participação eleitoral ou deixando manifestações de confiança na vitória ou em mudanças no cenário político. 

O primeiro a votar foi o candidato do PP, Juan Manuel Moreno, que exerceu o direito de voto em Málaga, a "capital" económica da Andaluzia. Numa mensagem na sua conta de Twitter, "Juanma" Moreno escreveu apenas: "Acabo de votar. Espero que as urnas se encham de votos".

Já o candidato da Esquerda Unida, Antonio Maíllo, votou em Aracena (Huelva), onde é professor."Sinto-me tranquilo, animado e com esperança", disse Maíllo, acrescentando que a IU (comunistas) será "uma grande surpresa" ao "dar a volta às sondagens".

Numas eleições em que a abstenção, mas sobretudo os indecisos, poderão fazer a diferença, Maíllo apelou ainda ao voto: "Temos de votar em massa para tirar a Andaluzia da crise.

A atual presidente da Junta da Andaluzia, Susana Díaz (PSOE) preferiu destacar a sua confiança num bom resultado. "Tenho esperança, vontade e confiança", afirmou Susana Díaz após votar na escola do bairro El Tardón, em Sevilha. A Andaluzia, disse, "conseguiu algo importante, que foi ser escutada com uma voz forte no resto de Espanha".

Com um pequeno coro a entoar o "grito de guerra" do Podemos - "Sí, se puede" - a candidata Teresa Rodríguez votou em Cádis, cerca das 11h00 (10h00 em Lisboa). A candidata do Podemos afirmou que "tem a sensação de que alguma coisa vai ocorrer" na Andaluzia, numa alusão à mudança no cenário político que o seu partido tem proposto para a região e para toda a Espanha.

Na sua conta do Twitter - o Podemos tem explorado ao máximo a presença nas redes sociais - Teresa Rodríguez escreveu: "A Andaluzia recupera o impulso rumo à mudança. Hoje, as mesas de voto estão cheios de sorrisos".  

O último a votar dos cinco principias partidos foi Juan Martín, do Ciudadanos, partido que - tal como o Podemos - vai a votos pela primeira vez em eleições para órgãos de soberania em Espanha.  Juan Martín votou em Jerez de la Frontera e, nas redes sociais, também fez um apelo ao voto. "A munição mais poderosa em democracia para poder mudar as coisas é exercer o direito a decidir", realçou.

Quase 6,5 milhões de andaluzes vão hoje a votos na maior região de Espanha, numa eleição autonómica em que os partidos tradicionais (PSOE, PP e IU) enfrentam pela primeira vez os emergentes, Podemos e Ciudadanos.

Os socialistas do PSOE (no poder na Andaluzia há 33 anos) partem à frente nas sondagens - ainda que sem maioria absoluta.