Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bombista suicida norte-americano morre num atentado contra as forças do Iraque

  • 333

Forças iraquianas participantes na luta contra os jiadistas, na província de Salaheddin

FOTO THAIER AL-SUDANI / REUTERS

O autodenominado Estado Islâmico anunciou a morte de um norte-americano que combatia nas suas fileiras. A confirmar-se, trata-se da primeira vez que um cidadão dos Estados Unidos morre num ataque suicida a favor dos jiadistas.

Um jiadista norte-americano fez-se explodir na segunda-feira durante um atentado contra as forças iraquianas com um veículo armadilhado na cidade iraquiana de Samarra, na província de Salaheddin. A informação foi avançada quarta-feira pelo autodenominado Estado Islâmico (Daesh).

"O irmão Abu Dawud al-Amriki lançou-se num camião com explosivos contra as milícias iraquianas", anunciou o Daesh, acrescentando que dezenas de elementos das forças iraquianas foram mortos ou feridos.

Os Estados Unidos ainda não se pronunciaram sobre o caso. A confirmar-se trata-se da primeira vez que um cidadão norte-americano morre num ataque suicida a favor do Daesh.

As autoridades norte-americanas estimam que cerca de 150 cidadãos nacionais viajaram para a Síria e o Iraque com o objetivo de juntarem-se aos combatentes do Daesh. Quatro dezenas já terão regressado ao país.



Ainda assim, os cidadãos dos EUA representam uma pequenas fatia dos jiadistas estrangeiros, em comparação com a União Europeia que já somará cerca de 3000 cidadãos na Síria e no Iraque.

No ano passado um cidadão britânico morreu durante um ataque suicida numa prisão, próximo da cidade de Alepo, na Síria.