Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Boko Haram jura lealdade ao Estado Islâmico

  • 333

A mensagem está a ser atribuída ao líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, exibido neste cartaz onde se oferece uma recompensa pela sua captura

PIUS UTOMI EKPEI/AFP/Getty Images

A mensagem surgiu num vídeo divulgado este sábado. O Boko Haram junta-se assim a vários outros grupos jiadistas que se aliaram ao autoproclamado Estado Islâmico.

Num vídeo, cuja veracidade ainda não foi verificada, publicado na Internet este sábado, o Boko Haram promete aliar-se ao autodenominado Estado Islâmico (Daesh).

A mensagem está a ser atribuída ao líder do grupo terrorista nigeriano, Abubakar Shekau, que apela aos muçulmanos em todo o mundo para que jurem "lealdade ao Califa". ´

"Anunciamos a nossa lealdade ao Califa... e ouviremos e obedeceremos em tempos de dificuldade e de prosperidade", pode escutar-se numa tradução inglesa do vídeo emitido em língua Árabe.

No vídeo, o Califa surge identificado como Ibrahim ibn Awad ibn Ibrahim al-Awad al-Qurashi, mais conhecido por Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Daesh e autoproclamado califa do mundo muçulmano.

A confirmar-se a veracidade da mensagem, o Boko Haram, que iniciou em 2009 uma campanha para impor a lei islâmica no norte da Nigéria, junta-se aos restantes grupos rebeldes que juraram aliar-se ao autodenominado Estado Islâmico (Daesh). Bahdadi já aceitou pedidos de outros grupos jiadistas do Médio Oriente, Afeganistão, Paquistão e de países do norte de África.

No passado, o Boko Haram teve também ligações à Al-Qaeda.