Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Avião da Malásia com 162 pessoas está desaparecido

Aeroporto de Surabaya na Indonésia. Familiares dos passageiros que estavam a bordo do avião desparecido da AirAsia

Reuters

Um AirBus da companhia malaia low cost Air Asia despareceu na última noite num voo entre a Indonésia e Singapura. Tinha 162 passageiros a bordo. É o segundo avião malaio a desparecer em 2014. Não há portugueses a bordo de acordo com as informações disponíveis.

O voo QZ8501 da companhia AirAsia sedeada na Malásia, desapareceu esta noite a ocidente da ilha do Bornéu, de acordo com informações divulgadas pela transportadora aérea. A bordo do avião estavam 155 passageiros e sete tripulantes.

A agência France Press cita o diretor da Direção Geral de Transporte Aéreo da Indonésia, Djoko Murjatmodjo, para adiantar que estariam 138 adultos, 16 crianças e um bebé a bordo do avião. A lista atualizada das pessoas que viajavam no avião, por nacionalidades é a seguinte: 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio, um singapurense e um tripulante francês.

O avião perdeu contacto com a torre de controlo de Jacarta, capital da indonésia, às 7h24 de Singapura (0h24 em Portugal), uma hora antes do previsto para aterrar em Singapura.

O avião tinha partido de Surabaya, uma das maiores cidades da Indonésia, com destino a Singapura às 5h20 locais (22h20 de Portugal). A companhia AirAsia emitiu um comunicado onde diz que o avião solicitou um "desvio de rota por causa das  más condições meteorológicas". As autoridades indicam que o contato com o aparelho terá sido perdido quando o avião voava sobre mar de Java.

Pouco antes de ter perdido o contacto, o comandante pediu para subir a altura de voo de  9.700 metros para 11.600 metros, invocando dificuldades de visibilidade devido ao mau tempo. A empresa informou que o aparelho tinha sido inspecionado no dia 16 de novembro.