Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque terrorista na Somália faz pelo menos nove mortos

  • 333

Os funcionários da UNICEF deslocavam-se para o escritório quando a bomba explodiu

Ismail Taxta/Reuters

Grupo radical al-Shabaab armadilhou carro das Nações Unidas em Garowe, na Somália. Entre as vítimas mortais estão quatro funcionários da UNICEF.

Um carro das Nações Unidas explodiu, esta segunda-feira, em Garowe, no norte da Somália. Pelo menos nove pessoas morreram, estando confirmado que quatro delas são funcionárias do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Há ainda cinco feridos graves, quatro deles também da UNICEF. A bomba foi colocada num passeio e explodiu à passagem do veículo, avança o jornal britânico "The Guardian". "O ataque ocorreu quando os funcionários viajavam da habitação onde estão alojados para o escritório.

Numa situação normal, é uma viagem que, de carro, demora apenas três minutos", disse em comunicado o representante da UNICEF. A organização está a contactar as famílias das vítimas e a prestar todos os cuidados aos feridos.

A Al-Shabaab ("A Juventude", em árabe) é uma célula da al-Qaeda que tem levado a cabo diversos ataques na Somália e nos países vizinhos, que este ano se intensificaram. Recorde-se que, no início do mês, o grupo extremista radical foi responsável pelo ataque numa universidade em Garissa, no Quénia, onde morreram 148 pessoas.