Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

As vítimas da tragédia: 67 alemães, 45 espanhóis, 2 australianos, 2 colombianos, 1 belga e 33 de nacionalidade desconhecida

  • 333

FOTO REUTERS

Avião da Germanwings caiu nos Alpes franceses. Morreram 150 pessoas.

Entre as vítimas do Airbus de Germanwings que caiu esta terça-feira nos Alpes, com 144 passageiros e seis tripulantes a bordo, estavam 45 passageiros com apelidos espanhóis, 67 alemães, dois australianos, dois colombianos, um belga e um número por enquanto não especificado de franceses e turcos. 

Entre os passageiros alemães do Airbus da Germanwings estava um grupo de estudantes e professores que regressava a casa depois de ter participado num "intercâmbio escolar em Llinars del Vallès", escreve o jornal catalão "La Vanguardia", adiantando "tratar-se de 16 alunos de 4º de ESO" e quatro professores que tinham sido convidados pelo Instituto Giola de Llinares del Vallès. De acordo com o "El Mundo", este grupo de estudantes tinha dois rapazes e "14 raparigas".

"Estavam 67 alemães a bordo", disse Thomas Winkelmann, presidente da Germanwings, numa conferência de imprensa. A maior parte dos passageiros alemães "eram turistas" que regressavam a casa depois de terem passado passado uns dias de férias em "Barcelona e Maiorca", informa a Swissport, companhia de handling que trabalha para a Germanwings, citada pelo diário espanhol "El Mundo".

O porta-voz da Aena [empresa responsável pela gestão de areportos em Espanha], diz que ainda não há informações concretas sobre a identidade dos espanhóis que estavam a bordo.

Segundo o secretário de Estado português das Comunidades, "não há nomes portugueses entre as vítimas" do avião que caiu.

 

[artigo atualizado às 21h18]