Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Arábia Saudita dá por concluídos os bombardeamentos no Iémen

  • 333

Getty

Apesar dos rebeldes huthis continuarem a controlar a capital, a Arábia Saudita fala em objetivos militares cumpridos e anuncia a passagem para uma "nova fase" de intervenção.

Ao fim de cerca de um mês de bombardeamentos aéreos no Iémen, a coligação liderada pela Arábia Saudita anunciou esta terça-feira que os objetivos da sua campanha militar foram cumpridos e que irá seguir-se uma nova fase de intervenção, que procurará encontrar uma solução política que permita estabilizar o país.

Os responsáveis da coligação afirmaram que foi "eliminada a ameaça" que existia sobre a Arábia Saudita e os seus vizinhos, numa referência aos rebeldes xiitas huthis, que consideram ser apoiados pelo Irão. Mas os bombardeamentos não conseguiram em larga medida travar os avanços dos rebeldes, que continuam a controlar a capital do Iémen.

Os sauditas indicaram anteriormente que a intervenção militar sobre o Iémen fora lançada em sequência do apelo do Presidente iemnita Abd Rabbo Mansur Hadi, que em fevereiro havia se refugiado em Aden, tendo acabado por abandonar o país em março, quando os rebeldes, afetos ao anterior Presidente Ali Abdullah Saleh, se aproximaram da cidade.

Falando numa conferência de imprensa na capital saudita, o general Ahmed al-Assiri, porta-voz da coligação, indicou que, apesar do fim dos bombardeamentos, o bloqueio marítimo será mantido, enquanto a televisão saudita anunciou o início de uma nova operação no país, com uma componente política denominada "Restaurar a Esperança".