Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

A terra vai continuar a tremer perigosamente

  • 333

FOTO REUTERS

Cientistas alertam para novos abalos intensos no Nepal ao longo das próximas semanas. País foi devastado no sábado por uma tragédia. 

Os cientistas do Instituto Norte-Americano de Geofísica (USGS) que estão monitorizar o sismo ocorrido este sábado no Nepal preveem, durante os próximos 30 dias, a ocorrência de mais de 30 réplicas com uma magnitude superior a 5,0 graus na escala de Richter.

Este domingo foi sentida uma violenta réplica de magnitude 6,7, numa zona situada no noroeste de Katmandu, capital do Nepal, não muito longe da fronteira com a China, a uma profundidade de dez quilómetros, anunciou o USGS.

Segundo o montanhista norte-americano Jim Davidson, que se encontra no campo base do Monte Everest (a 160 quilómetros em linha reta de Katmandu), o abalo também foi sentido nos Himalaias, onde provocou novas avalanchas.

Até ao próximo domingo, dia 3, o USGS prevê a ocorrência de três a 14 réplicas com mais de 5 graus e estima em 54% a probabilidade de se registarem novos sismos com seis graus e em 7% as hipóteses de chegarem, ou mesmo ultrapassarem, os 7,0 graus na escala de Richter.

No sábado, dia 25, e segundo o USGS, foi registado um sismo de magnitude 7,8 com epicentro a cerca de 80 quilómetros de Katmandu. O mais recente balanço oficial refere 3726 mortes, mais de 6500 feridos e 100 mil desalojados.