Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tunísia recupera turistas europeus e receitas crescem 40% para 500 milhões euros

Giulia Fiori Photography/Getty

Viajantes europeus voltaram a escolher o país como destino de férias, depois dos atentados que em 2015 mataram 72 pessoas, 60 dos quais estrangeiros

As receitas do turismo na Tunísia cresceram 40% no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano anterior, graças aos visitantes europeus, anunciou nesta quinta-feira o Governo tunisino.

Responsáveis do Ministério do Turismo relacionaram esta subida com o regresso dos viajantes europeus, que tornaram a escolher o país como destino de férias, depois dos atentados que em 2015 mataram 72 pessoas, 60 dos quais estrangeiros. Segundo as estatísticas oficiais divulgadas, cerca de 3,2 milhões de turistas viajaram para a Tunísia entre 01 de janeiro e 30 de junho deste ano, mais 26% homólogos, o que permitiu uma receita de 500 milhões de euros.

Dos visitantes, cerca de 60% são europeus, seguido de perto pelos argelinos. Por nacionalidades, a maior subida foi registada pelos franceses, seguidos por alemães e russos.

Os mesmos responsáveis revelaram à agência noticiosa Efe que esperam que a tendência permita reverter definitivamente a crise em que se afundou este setor, chave para a economia tunisina, depois dos ataques e superar o número de turistas que procuravam o país, que rondava os 7,1 milhões.