Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Homem assalta ‘escape room’ e para sair teve de chamar a polícia

Ao tentar entrar no local, o ladrão estragou de tal forma a porta que quando tentou sair não conseguiu. Aconteceu em Vancouver, no Canadá

Um homem entrou num 'escape room' com o objetivo de assaltar o local mas teve de enfrentar uma dura ironia do destino. Num lugar cujo objetivo é o de escapar – ainda para mais quando se é um ladrão -, o homem não conseguiu sair e precisou de ligar à polícia a pedir ajuda para ser retirado.

Assumiu que estava ali para tomar um belo pequeno almoço. Após chegarmos ao local e percebermos que os danos eram mínimos, achámos toda a situação hilariante”, referiu Rob Bertrand, dono da empresa em declarações à CNN. O ladrão comeu um burrito, bebeu uma cerveja e roubou um telemóvel e um comando de TV. “Vamos começar a dizer que somos a única 'escape room' no país que tem 100% na taxa de captura de criminosos”, acrescentou.

Ao entrar no local, o ladrão estragou de tal forma a porta que quando tentou sair não conseguiu, porque a porta simplesmente não abria. Dirigiu-se à receção do 'escape room' e telefonou a pedir socorro. Enquanto esperava que alguém chegasse para o resgatar, acabou por finalmente conseguiu abrir a porta e fugir. Mas assim que pôs um pé na rua, a polícia já lá estava e foi detido de imediato.

Um 'escape room' é um jogo em que um grupo de pessoas é colocado numa sala fechada, onde tem de resolver um mistério, normalmente associado a uma temática, em menos de uma hora. O objetivo é o de encontrar a solução o mais rápidamente possível e a resolução do enigma permite aos jogadores sairem da sala.

As nossas três 'escape room' foram pensadas a partir do zero para uma experiência totalmente imersiva. Fazes parte da história e a tarefa é a de resolver o enigma e escapar em 60 minutos”, lê-se na descrição do local que organiza os jogos. O ladrão escapou em 35 minutos, mais dois minutos do que o atual recorde naquelas salas. “Ligou para os serviços de emergência. Isso não é vencer. É desistir”, argumentou Rob Bertrand.

Agora, o ladrão enfrenta uma acusação de roubo em segundo grau.