Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos 14 mortos em confrontos na Nicarágua, diz organização não-governamental

Getty Images

Os novos confrontos entre manifestantes e forças governamentais aconteceram este domingo. Número de vítimas mortais pode ser maior, alertou a presidente do Centro dos Direitos Humanos da Nicarágua

Uma organização não-governamental da Nicarágua indicou que pelo menos 14 pessoas morreram, este domingo, na sequência de novos confrontos entre manifestantes e forças governamentais.

"Há pelo menos 14 mortos, mas podem ser mais. Vítimas incluem pelo menos um membro das forças de segurança, um paramilitar e dois polícias", disse à agência noticiosa France-Presse (AFP) a presidente do Centro dos Direitos Humanos da Nicarágua [Cenidh], Vilma Nunez.

De acordo com a AFP, forças de choque e paramilitares invadiram duas cidades, Diriamba e Jinotepe, para desmantelar os bloqueios de estradas realizados pelos manifestantes.

Desde 18 de abril que a Nicarágua é palco de manifestações e confrontos violentos que causaram mais de 230 mortos. Os manifestantes acusam Ortega e a mulher e vice-Presidente Rosario Murillo de terem instaurado uma ditadura.

Daniel Ortega está no poder desde 2007, após um primeiro mandato de 1979 a 1990.