Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mike Pompeo rejeita acusação de Pyongyang aos EUA de agirem como gangsters

Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, visitou a Coreia do Norte esta semana e esteve reunido com Kim Jong-un

FOTO EPA/KCNA

O secretário de Estado norte-americano rejeitou as acusações feitas pelas autoridades norte-coreanas de que as conversações tinham sido conduzidas ao estilo dos gangsters

Desde sábado que havia contradições nos ecos saídos das duas partes que participaram em quase dois dias de conversações que decorreram no final da semana na Coreia do Norte.

Mike Pompeo tinha elogiado os progressos enquanto as autoridades norte-coreanas chamaram ao comportamento dos Estados Unidos tinha sido "lamentável" e ido contra o espírito da cimeira de Singapura, "ao pressionarem unilateralmente o país" a abandonar o seu arsenal nuclear, lia-se na agência oficial KCNA.

Mike Pompeo declarou ter-se esforçado para levar Pyongyang a abandonar as armas nucleares e que esse esforço contava com o apoio da comunidade internacional: "Se somos gangsters, todo o mundo o é porque todos querem o mesmo", disse. Pompeo sublinhou ainda que a desnuclearização é uma condição para que sejam levantadas as sanções à Coreia do Norte.

Por sua vez, o líder norte-coreano, Kim Jung-un, diz-se "empenhado na desnuclearização", porém o modo como será feita permanece por definir.