Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tailândia.“Se chover, e a situação não parece boa, vamos tentar tirar os rapazes”, afirma governador

O governador da região garante que os jovens “já estão a aprender a mergulhar” e que estão bem de saúde.

“Precisamos de ter um plano que seja o melhor plano.” As palavras são de Narongsak Osottanakorn, governador de Chiang Rai, região onde se localizam as grutas de de Tham Luang, no norte da Tailândia. Parece que afinal - e ao contrário dos recentes rumores - ainda não há um plano definido para resgatar as 12 crianças e um adulto presos há quase duas semanas. No entanto, as condições metreológicas não são as mais favoráveis, uma vez que se prevê que continue a chover nos próximos dias.

“Vamos tentar o melhor plano. Se o risco for mínimo, vamos tentar. Temos medo do tempo e do oxigénio na gruta”, disse.

Esta sexta-feira, seguramente, ninguém vai ser retirado da gruta.“Se chover, e a situação não parece boa, vamos tentar tirar os rapazes”, garantiu o governador. Questionado sobre um eventual resgate ainda esta sexta-feira, Osottanakorn negou: “Não há qualquer hipótese de eles saírem hoje [sexta-feira]. Não é possível, ainda não sabem mergulhar.” E quando lhe perguntaram se isso significava que os rapazes iam ficar quatro meses na caverna, o governador riu-se.

Osottanakorn sublinhou que o objetivo é que os 13 jovens sejam resgatados com “o mínimo risco” e que os últimos mergulhadores que regressaram do interior da gruta garantem que estão todos bem e saudáveis. As crianças têm falado diariamente com a família.

No sábado de 23 de junho, tal como já era habitual, a equipa de futebol dos Moo Pa treinou. Depois, jogadores e treinador foram dar um passeio nas grutas de Tham Luang e, apesar dos avisos para não entrarem no local em tempo de chuva, acabaram por fazê-lo. Quando começou a chover, a água entrou e as grutas foram ficando progressivamente inundadas. O caminho que tinham seguido ficou bloqueado, impedido a saída do grupo.

No início desta semana foram encontrados pelas autoridades, mas ainda não se sabe como as crianças vão ser retiradas da gruta.