Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tentativas de EUA de isolarem Teerão têm “custo elevado”, avisa Presidente do Irão

Presidente do Irão é recebido em Viena pelo seu homólogo austríaco

GEORG HOCHMUTH/AFP/Getty Images

Hassan Rouhani está de visita a Viena para tentar salvar o acordo nuclear assinado há três anos com seis potências mundiais, incluindo os Estados Unidos, que o abandonaram em maio. Os americanos nunca atingirão o objetivo de romper as pontes que ligam o Irão ao mundo, garantiu. “Eles não são o poder absoluto do mundo”

O Presidente do Irão, Hassan Rouhani, disse esta terça-feira que as novas tentativas norte-americanas de isolarem o país têm “um custo elevado” para os EUA e que o povo iraniano ficará ainda mais resiliente perante tais conspirações.

“Os americanos afirmam que querem romper as pontes que ligam o Irão ao mundo, mas nunca atingirão esse objetivo. Eles não são o poder absoluto do mundo”, garantiu Rouhani em Viena.

O chefe de Estado iraniano lembrou a saída dos EUA do acordo nuclear de 2015 para referir que apenas “um punhado de países” aprovaram a medida. Sob as circunstâncias atuais, acrescentou, organismos internacionais, incluindo o Conselho de Segurança das Nações Unidas e a União Europeia, bem como a maioria absoluta das nações do mundo, estão do lado do Irão.

Rouhani está de visita à capital austríaca para tentar salvar o acordo assinado há três anos com seis potências mundiais – EUA, Reino Unido, França, China, Rússia e Alemanha. O Irão tem cumprido as condições previstas, mas o Presidente Donald Trump retirou os Estados Unidos do acordo em maio, voltando a carregar nas sanções contra Teerão.