Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Migrações. Itália oferece 12 navios à guarda costeira Líbia

Navio da guarda costeira líbia com náufragos do Mediterrâneo

ISMAIL ZITOUNY

A medida consta de um decreto-lei aprovado em Conselho de Ministros e “visa reforçar a capacidade operacional das autoridades costeiras líbias para garantir a gestão correta das dinâmicas dos fenómenos migratórios”, indica um comunicado do Governo italiano

O Governo italiano decidiu na segunda-feira oferecer 12 navios à guarda costeira Líbia para a ajudar a impedir que migrantes tentem chegar a Itália a partir da costa daquele país.

A medida consta de um decreto-lei, aprovado pelo Conselho de Ministros, e "visa reforçar a capacidade operacional das autoridades costeiras líbias para garantir a gestão correta das dinâmicas dos fenómenos migratórios", indica um comunicado do Governo italiano.

O decreto-lei "atribui a prioridade à necessidade de lutar contra o tráfico de seres humanos, de salvaguardar a vida humana no mar e de conter a pressão migratória", adianta o comunicado.

Algumas horas após este anúncio, a marinha Líbia divulgou a ocorrência de um novo naufrágio no domingo no qual desapareceram 63 migrantes, fazendo aumentar para 170 o total de pessoas desaparecidas desde sexta-feira.

O Governo italiano também se encarregará da manutenção dos 12 navios vedetas durante este ano, assim como do treino e formação das forças líbias.

Segundo o Ministério dos Transportes e Infraestruturas italiano, do qual depende a guarda costeira italiana, o custo total desta ajuda é de cerca de 2,5 milhões de euros.