Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Crianças desaparecidas em caverna na Tailândia encontradas vivas

Linh Pham/ Getty Images

Depois de terem conseguido avançar alguns quilómetros dentro da gruta e desbloqueado algumas passagens, as equipas de resgate anunciaram ter encontrado os jogadores da equipa de futebol tailandesa que estavam desaparecidos há nove dias, assim como o seu treinador

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

Nove dias depois de terem desaparecido numa caverna na Tailândia, as 12 crianças de uma equipa de futebol e o seu treinador foram encontrados vivos, informou o governador regional, Narongsak Osottanakorn, citado por vários meios de comunicação internacionais.

Os rapazes, com idades entre os 11 e os 16 anos, e o seu técnico, de 25 anos, entraram na caverna Tham Luang Nang Non, no norte da Tailândia, no dia 23 de junho, depois de uma partida de futebol, e não regressaram.

As autoridades foram alertadas para o seu desaparecimento, mas as chuvas constantes que se registaram desde então dificultaram as operações de resgaste. A esperança, partilhada por muitos, era a de que o grupo tivesse encontrado um local seco dentro da caverna para se manter a salvo.

No domingo passado, as equipas de resgate, apoiadas por militares norte-americanos e mergulhadores britânicos (mais de 1000 pessoas, no total, participaram nas operações), anunciaram ter conseguido avançar alguns quilómetros dentro da gruta, com cerca de oito quilómetros de comprimento.

Já esta segunda-feira, conseguiram alcançar uma passagem estreita que os terá levado até às crianças. “Encontrámo-las e estão vivas”, afirmou o governador, salvaguardando, contudo, que as operações ainda não terminaram e que é necessário retirar os sobreviventes em segurança da gruta.