Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA manterão sanções à Coreia do Norte até que o país complete a desnuclearização

JIM WATSON/Getty Images

Em Seul, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, desmentiu que Donald Trump tenha manifestado a Kim Jong-un qualquer intenção de suspender as sanções económicas contra Pyongyang

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou esta quinta-feira que o país vai manter as sanções à Coreia do Norte até que o regime de Kim Jong-un complete o processo de desnuclearização acordado.

Pompeo, que falava numa conferência de imprensa, em Seul, na Coreia do Sul - onde se deslocou para discutir os resultados da cimeira histórica entre Trump e Kim Jong-un - sublinhou que os Estados Unidos, a Coreia do Sul e o Japão estão comprometidos com a completa e irreversível desnuclearização da península coreana. Antes de esta ser demonstrada, as sanções económicas não serão aliviadas, garantiu.

Ao contrário do que agência de notícias estatal norte-coreana KCNA noticiou, o secretário de Estado desmentiu que Donald Trump tenha manifestado a Kim Jong-un qualquer intenção de suspender as sanções contra Pyongyang.

Após o encontro, terça-feira, entre o Presidente dos Estados Unidos e o líder norte-coreano, Donald Trump disse estar preparado para iniciar uma nova etapa nas relações com a Coreia do Norte e Kim Jong-un comprometeu-se com a desnuclearização completa do arsenal de Pyongyang. Ambos assumiram o compromisso de unirem esforços para “construir um regime de paz duradouro e estável na península coreana”.