Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

A desnuclearização da Coreia do Norte será uma realidade antes de 2021?

Mike Pompeo à chegada à Coreia do Sul

JEON HEON-KYUN/EPA

Washington já avançou uma data, apesar de o acordo assinado entre Donald Trump e Kim Jong-un não conter quaisquer detalhes neste sentido. De visita à Coreia do Sul, Mike Pompeo deixou escapar que a desnuclearização do Norte poderá mesmo acontecer dentro de dois anos e meio

Os Estados Unidos já estabeleceram uma data para o desarmamento por parte da Coreia do Norte, que deverá acontecer até finais de 2020. É pelo menos essa a expectativa do Governo norte-americano.

As declarações foram proferidas esta quarta-feira, um dia depois do encontro em Singapura entre os líderes dos EUA e da Coreia do Norte, pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, segundo noticia a BBC.

Nesse encontro, Donald Trump e Kim Jong-un chegaram a um acordo que estabelece um “trabalho no sentido da completa desnuclearização da peninsula coreana”.

No entanto, o documento assinado pelos dois chefes de Estado foi criticado pela ausência de detalhes sobre quando e como Pyongyang irá desfazer-se de todo o armamento nuclear de que dispõe.

Mike Pompeo, que se encontra na Coreia do Sul para discutir o resultado da cimeira desta terça-feira, manifestou o desejo de que a desnuclearização possa ocorrer no espaço de dois anos e meio, mas avisou que há ainda “muito trabalho por fazer” com a Coreia do Norte.

“Um grande desarmamento... Esperamos consegui-lo nos próximos dois anos e meio”, afirmou o responsável da diplomacia americana. Pompeo disse estar confiante que o regime de Pyongyang compreendeu a importância de que possa existir um acompanhamento do desmantelamento do seu programa nuclear.

As palavras de Mike Pompeo surgiram pouco tempo depois de Donald Trump garantir que a Coreia do Norte já não representa uma ameaça nuclear, insistindo que “todos podem sentir-se muito mais seguros” a partir de agora.

Na sua conta de Tweet, Trump afirmou: “Acabo de aterrar - foi uma longa viagem, mas todos podem sentir-se agora muito mais seguros do que no dia em que assumi funções. Já não existe uma ameaça nuclear da Coreia do Norte. O encontro com Kim Jong-un foi uma experiência interessante e muito positiva. A Coreia do Norte terá um grande potencial no futuro!”