Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA: Quatro crianças morrem após sequestro. Homem tinha histórico violento

Anadolu Agency

Detido diversas vezes por crimes violentos e violações da liberdade condicional, Gary Lindsey barricou-se em casa com os dois filhos e os dois filhos da namorada, que tinha fugido depois de ser espancada. O homem de 35 anos chegou a incendiar a casa de uma namorada e ameaçar outra com uma faca

A mulher saiu de casa, deixando para trás os seus dois filhos e os dois filhos do namorado. Depois de espancada, foi até a uma loja para ligar para a polícia. Este episódio, em Orlando, nos Estados Unidos, começou na noite de domingo e evoluiu para uma situação de reféns, que se prolongou por 23 horas. Gary Lindsey, o namorado, acabou por matar as crianças de 1, 6, 10 e 11 anos e suicidar-se. Um polícia, atingido com um tiro pelo agressor, está em perigo de vida. Lindsey tinha histórico violento.

Kevin Valencia, o polícia ferido, foi atingido num olho quando as autoridades se aproximaram da casa do casal, conta o site “The Maven”. Lindsey, de 35 anos, estava à espera e disparou através da porta. O chefe da polícia, John Mina, disse que é expectável que Valencia sobreviva após a cirurgia a que foi sujeito. Os negociadores tentaram resgatar as crianças, mas em vão, constatando uma evolução errática no comportamento do agressor.

Mina informou em conferência de imprensa que Lindsey tem cadastro, contando com episódios de violência doméstica e de ateamento de fogo. Noutro episódio com a namorada agarrou uma faca e espetou-a na televisão, esmurrando depois o aparelho. A namorada tentou ligar para a polícia, mas Lindsey partiu-lhe o telefone. Quando ela conseguiu fugir, o homem regou a casa com gasolina e incendiou-a. Foi-lhe concedida liberdade condicional, que desrespeitaria em diversas ocasiõese que o levaria a ser detido várias vezes.

Para além das violações da condicional, o cadastro de Lindsey revela que em 2012 agrediu violentamente outra mulher, conta a WFTV. Nesse episódio voltou a recorrer a uma faca, colando-a ao pescoço da vítima, que tinha um bebé nos braços.

A mulher, ensanguentada, acabou por fugir e contactou a polícia. Lindsey foi libertado depois de a justiça não ter cumprido os 30 dias previstos para apresentação da acusação. Seis anos depois, Lindsey barricou-se em casa com quatro crianças e colocou um ponto final na vida dos cinco.