Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Preparação ou diversão? Antes do encontro com Trump, Kim Jong-un saiu à noite em Singapura

LYNN BO BO/ EPA

Poucas horas antes do encontro com o Presidente norte-americano, o líder da Coreia do Norte deixou o hotel e foi dar um passeio com o seu ministro da Educação e o ministro dos Negócios Estrangeiros de Singapura. Resultado? Uma selfie para a posteridade

Uma selfie numa saída à noite não parece nada de mais. Aliás, parece só mais uma sexta-feira à noite para muita gente. Mas para Kim Jong-un, talvez não seja tão comum assim. O líder norte-coreano está em Singapura, onde vai encontrar-se com Donald Trump esta terça-feira (madrugada em Portugal continental). Antes desse encontro, que até há meia dúzia de meses era altamente improvável, deu um passeio pelos jardins da cidade – talvez para espairecer e deixar de lado a preparação para a reunião por uns momentos.

Na companhia de Vivian Balakrishnan, ministro dos Negócios estrangeiros de Singapura, e do seu ministro da Educação, Ong Ye Kung, Kim Jong-un deixou o hotel onde está hospedado para dar um passeio pelos Jardins da Baía. Os três acabaram por registar o momento numa selfie, que foi publicada por Balakrishnan no Twitter.

Pode não ter sido a primeira selfie do líder norte-coreano, mas foi certamente a primeira que chegou aos jornais ocidentais. Durante a visita, sorriu e acenou a quem passava - e até aos fotógrafos.

O passeio noturno passou pela zona do luxuoso resort de Marina Bay Sands, onde há centros comerciais, bares, restaurantes, casinos e piscinas, refere o “Bussiness Insider”. A zona é considerada uma das grandes atrações turísticas da cidade e local de grandes consumos. Da comitiva norte-coreana estavam ainda presentes a irmã de Kim Jong-un, Kim Yo Jong, uma peça forte do regime e das pessoas mais próximas do líder, e vários outros ministros.

A noitada não acabou tarde e poucos minutos após as 23h, Kim Jong-un já estava de regresso ao hotel. Por muito boa que tenha sido a companhia e o passeio agradável, o líder tem esta terça-feira um dos encontros mais importantes do ano. Descanso e preparação são essencias.

Mas quem foi o campeão de encontros na noite de segunda-feira foi o ministro dos Negócios Estrangeiros de Singapura. Se Balakrishnan acabou na companhia de Kim Jong-un, a forma como começou a noite não foi muito diferente: a jantar com Donald Trump. E como quem não quer tomar partido, o momento também foi fotografado e partilhado no Twitter.

Quando for madrugada esta terça-feira, Trump e Kim Jong-un vão entrar na mesma sala e falar – possivelmente até apertar as mãos. O encontro histórico abordará três grandes temas que, no limite, podem determinar o sucesso ou o fracasso da cimeira: a desnuclearização da península coreana, a normalização das relações diplomáticas e a sobrevivência do regime.