Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Condutor de camião que matou transeuntes em Estocolmo condenado a prisão perpétua

Aparato policial depois de atropelamento fatal em rua de Estocolmo, a 7 de abril de 2017

FREDRIK SANDBERG/EPA

Rakhmat Akilov, de 40 anos, o condutor do camião que atropelou e matou várias pessoas a 7 de abril do ano passado, em Estocolmo, na Suécia, foi condenado a prisão perpétua

O indivíduo do Uzbequistão que conduziu um camião e matou cinco pessoas numa rua pedonal do centro de Estocolmo, capital da Suécia, em abril de 2017, foi esta quinta-feira condenado a prisão perpétua por crimes de terrorismo.

Rakhmat Akilov, de 40 anos, foi na altura identificado como um simpatizante do grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico).

A acusação deu como provado que o homem teve intenção de atacar o Estado, apesar de o Daesh nunca ter reivindicado o ataque.

Akilov, que vira o Estado sueco rejeitar o seu pedido de asilo, abandonou o camião depois de atropelar várias pessoas numa das ruas de maior comércio da cidade, mas foi detido pouco depois e confessou a autoria do crime durante um interrogatório policial.

O atacante deixou o Uzbequistão rumo à Suécia em 2014, país onde procurou refúgio. Em dezembro de 2016, porém, o Estado sueco recusou o seu pedido de asilo e deu-lhe quatro semanas para deixar o país. Akilov entrou, então, na clandestinidade poucos meses antes de atentar contra a vida de várias pessoas, e integrava uma lista oficial de pessoas procuradas pelas autoridades.