Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Produtor de Hollywood Harvey Weinstein já se entregou à polícia de Nova Iorque

Anadolu Agency / Getty Images

O produtor de Hollywood, acusado de envolvimento em vários casos de assédio e abuso sexual, entregou-se esta sexta-feira às autoridades nova-iorquinas

Weinstein chegou à esquadra da polícia de Manhattan, em Nova Iorque, onde já era aguardado. Várias mulheres denunciaram terem sido assediadas sexualmente por Weinstein, e uma delas, Lucia Evans, acusa mesmo o produtor de abuso sexual, segundo informaram fontes policiais ao “New York Times”. Evans afirma que o produtor a forçou a fazer-lhe sexo oral em 2004.

É o primeiro caso criminal contra Weinstein desde que vieram a público, em outubro de 2017, as revelações sobre os alegados abusos contra várias mulheres, que deram origem ao movimento de apoio #MeToo.

Vários jornalistas e repórteres fotográficos, bem como populares aguardavam Weinstein à porta da esquadra onde este haveria de se entregar. Alguns dos presentes gritavam “Harvey!”, enquanto o próprio se dirigia calmamente para o interior do edifício.

Weinstein, de 66 anos, deverá em seguida ser conduzido para o tribunal criminal de Manhattan onde será indiciado pelos crimes de que é acusado, ao final desta sexta-feira. O realizador de Hollywood negou todas as alegações de sexo não consentido pelas quais foi acusado.

Segundo um pré-acordo, Weinstein deverá pagar uma fiança de 1 milhão de dólares, e usar um aparelho de deteção eletrónica (pulseira eletrónica). Segundo o “Guardian”, Weinstein deverá ainda ter de entregar o seu passaporte.

Antes de Weinstein se ter entregue às autoridades, a atriz Rose McGowan, que apresentou queixa contra o produtor, disse: “Eu, e tantas outras sobreviventes de Weinstein, tínhamos perdido a esperança de que o nosso violador pudesse ser responsabilizado legalmente... Hoje estamos mais perto de que se faça justiça”.

O produtor de 66 anos foi acusado nos últimos meses de ter assediado várias mulheres. Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie, Cara Delevingne, Lea Seydoux, Rosanna Arquette, Mira Sorvino e Asheley Judd são algumas das atrizes que o denunciaram. No total, mais de 70 mulheres testemunharam contra Weinstein.

No Twitter, o Departamento de Polícia de Nova Iorque deixou uma nota sobre a prisão de Weinstein:

“Hoje, no Departamento da Polícia de Nova Iorque, Harvey Weinstein foi detido e processado por violação, abuso sexual e condutas sexuais impróprias, em incidentes que envolvem duas mulheres sem relação entre si.

O Departamento de Polícia de Nova Iorque agradece a coragem destas sobreviventes por denunciarem o atacante e fazerem justiça.

A prisão e as acusações contra o arguido resultam de uma investigação conjunta do Departamento de Polícia de Nova Iorque e do Departamento de Procuradores do Distrito de Manhattan.

Informações adicionais serão disponibilizadas brevemente.”

[Artigo atualizado às 14h40]