Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Coreia do Norte ameaça cancelar cimeira com Trump e culpa exercícios militares entre EUA e Coreia do Sul

O líder norte-coreano Kim Jong-un que atribui à defesa do seu regime uma grande parte do PIB do país

Getty

Encontro está marcado para 12 de junho em Singapura

A Coreia do Norte ameaçou esta terça-feira cancelar a cimeira entre o seu líder, Kim Jong-un e o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como resposta aos exercícios militares conjuntos que a Coreia do Sul e os norte-americanos começaram na passada sexta-feira.

A informação está a ser avançada pela agência de notícias sul-coreana Yonhap, que também confirmou que a Coreia do Norte cancelou uma reunião marcada para esta quarta-feira com representantes da Coreia do Sul e na qual deveriam ser discutidos temas como a reunião das famílias separadas pela divisão da península em 1953.

  • EUA continuam a preparar cimeira Trump-Kim apesar das ameaças norte-coreanas

    Nas primeiras horas de quarta-feira, a Coreia do Norte anunciou que se retirava das negociações marcadas com a Coreira do Sul que onde se deveria discutir, entre outros temas, o caminho para a reunião das familías coreanas separadas pela guerra entre as duas coreias. Por culpa dos exercícios militares entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul também a cimeira entre Trump e Kim Jong-un está em risco. Ainda assim, os preparativos para o encontro prosseguem do lados americanos