Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Catalunha: Torra lança proposta de diálogo a Governo espanhol e Rajoy aceita

LUSA

Quim Torra, escolhido como próximo Presidente da região autonómica da Catalunha garante que "haverá República" mas o primeiro-ministro, Mariano Rajoy, já disse que não. O que poderá haver, disse, é diálogo

O presidente do Governo Regional da Catalunha, Quim Torra, assumiu esta terça-feira, em Berlim, onde visitou Carles Puigdemont, que o primeiro objetivo "é dialogar" com o executivo espanhol e o primeiro-ministro, Mariano Rajoy, na Bulgária, respondeu que está "disponível".

Por ocasião da visita ao seu predecessor no Governo Regional da Catalunha, destituído por Madrid depois da tentativa de independência da região em outubro de 2017, Quim Torra pediu que Mariano Rajoy fixasse "uma data e um lugar" para um encontro entre os dois. Na carta que enviou, Quim Torra afirmou que o encontro não tem "condições prévias". "É claro que receberei o presidente do Governo Regional da Catalunha, se ele me pedir", respondeu, mais tarde, Rajoy, em visita a Sofia, capital búlgara. No entanto, o chefe do Governo espanhol advertiu que "não haverá uma república" na Catalunha, na sequência de afirmação de Torra, após a sua eleição, na segunda-feira, ter prometido "construir um Estado independente, uma república" catalã.