Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Televisão estatal síria: defesas antimíssil responderam a ataque em Homs

Os sistemas de defesa antiaérea sírios na zona de Damasco respondem ao ataque desta madrugada levado a cabo pelos EUA, Reino Unido e França

SANA / HANDOUT

A agência de notícias Reuters está a avançar a informação de que as defesas antimíssil sírias terão detetado um ataque sobre a cidade de Homs, a cerca de 160 quillómetros norte da capital, Damasco

As defesas aéreas sírias terão respondido esta segunda-feira a um alegado ataque sobre a base militar de Shayrat, em Homs, informa a televisão estatal do país, citada pela agência Reuters. O exército sírio aponta como possibilidade que o ataque tenha sido conduzido por aviões israelitas, uma vez que terão entrado em espaço aéreo sírio pelo lado do Líbano .

Dia 7 de abril de 2017, os Estados Unidos atacaram esta mesma base, disparando mais de 50 mísseis Tomahawk também como resposta a um ataque químico, tal como aconteceu este sábado de madrugada.

As agências oficiais de notícias da Síria dizem que os mísseis foram intercetados. No início deste mês, quatro militares iranianos morreram num ataque a outra base em Homs. Tanto a Síria como a Rússia e o Irão apontaram na altura as culpas a Israel que não negou nem confirmou autoria do ataque. Também desta vez, Israel não comenta. "Não fazemos comentários a esse tipo de informações", disse à Reuters um porta-voz do governo israelita.

Os Estados Unidos disseram à Reuters que o alegado ataque não partiu do país.