Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

‘El Bronco’ junta-se ao boletim de voto das presidenciais no México

Jaime Rodríguez Calderón, mais conhecido como ‘El Bronco’, um cowboy que se tornou governador estadual

JULIO CESAR AGUILAR / AFP / Getty Images

Jaime Rodríguez Calderón é o quinto candidato às eleições de 1 de julho e pode tirar votos ao atual favorito, Andrés Manuel López Obrador. Tribunal eleitoral decidiu a favor de ‘El Bronco’, apesar de a maioria das assinaturas que o apoiam terem sido invalidadas

O tribunal eleitoral do México incluiu um candidato independente nas eleições presidenciais de 1 julho, apesar de 58% das assinaturas que o apoiam terem sido consideradas inválidas. O tribunal decidiu a favor de Jaime Rodríguez Calderón, mais conhecido como ‘El Bronco’, um cowboy que se tornou governador estadual.

Segundo analistas, o quinto candidato das presidenciais poderá tirar votos ao atual favorito, Andrés Manuel López Obrador, o candidato da esquerda que tenta captar eleitores anti-sistema. As eleições deste ano são as primeiras no México em que candidatos independentes podem concorrer.

‘El Bronco’ foi presidente da Câmara de García, no estado de Nuevo León, pelo Partido Revolucionário Institucional (PRI, atualmente na Presidência do país), entre 2009 e 2012, tendo ficado célebre pela sua linha dura contra o crime organizado. Em 2015, ganhou como independente as eleições para governador daquele estado, tendo concluído o seu mandato no último dia do ano passado.

López Obrador é o candidato do Movimento Nacional de Regeneração às presidenciais mexicanas, estando à frente nas sondagens, com 38% das intenções de voto e uns confortáveis 18% de vantagem sobre Ricardo Anaya (Partido de Ação Nacional, de centro-direita), que surge em segundo lugar. José António Meade, candidato apoiado pelo PRI, do atual Presidente Enrique Peña Nieto, não vai além do terceiro lugar, com 16% das intenções de voto.