Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Casa Branca desmente ataque iminente na Síria: “Ainda não foram tomadas decisões, há outras opções”

CARLOS BARRIA/ Reuters

Horas depois de Donald Trump ter incendiado o Twitter com publicações em jeito de ameaça à Rússia, a Casa branca esclareceu que nada está decidido e que todas as opções estão ainda a ser consideradas

Há umas horas, Donald Trump escrevia: “A Rússia promete derrubar todo e qualquer míssil disparado contra a Síria. Prepara-te Rússia, porque eles estão a chegar”. Agora, a Casa Branca tem outra abordagem: “temos várias opções e todas estão a ser estudas, ainda não foram tomadas decisões”. Portanto, fica dúvida do que estará Trump a pensar fazer.

Esta quarta-feira, na habitual conferência de imprensa, a porta-voz da administração norte-americana, Sarah Sanders, ao ser questionada pelos jornalistas assegurou que nada está decidido. “Não é a única opção [atacar a Síria], temos uma série de outras opções”. Já quanto à mensagem do presidente, Sanders disse que esta “pode ter muitas leituras” mas não entrou em detalhes.

A porta-voz acrescentou ainda que Trump considera a Síria e a Rússia como responsáveis pelo ataque com armas químicas.

Esta quarta-feira, Trump comentou, diretamente, a saúde das relações entre os Estados Unidos e a Rússia, países em lados opostos da barricada no conflito sírio.

A nossa relação com a Síria está pior agora do que alguma vez antes, incluindo durante a Guerra Fria. Não há razões para isto. A Rússia precisa da nossa ajuda a nível económico, algo que seria muito fácil de fazermos, e nós necessitamos que todos os países trabalhem juntos. Parar com a corrida às armas?”, escreveu o chefe de Estado do pais que mais armas exporta em todo o mundo.