Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria e Rússia acusam Israel de ataque com mísseis a base aérea síria

Stringer/AFP/Getty Images

Pelos menos 14 pessoas morreram num ataque inicialmente atribuído aos EUA, uma acusação que o Pentágono prontamente negou. Os sistemas de defesa sírios terão abatido cinco dos oito mísseis disparados

Aviões de guerra israelitas bombardearam uma base aérea síria, localizada a leste da cidade de Homs. A denúncia é feita pela Rússia e pela Síria.

Segundo fontes militares russas, dois F-15 israelitas levaram a cabo os ataques a partir do espaço aéreo libanês. Os sistemas de defesa sírios terão abatido cinco dos oito mísseis disparados. Quando questionado sobre as acusações da Rússia, um porta-voz de Israel disse que não tinha qualquer comentário a fazer.

A estação televisiva estatal síria deu conta de explosões próximo da base aérea T-4, localizada numa área deserta a leste de Homs, nas primeiras horas de segunda-feira. Inicialmente, o ataque foi atribuído aos EUA, uma acusação que o Pentágono já negou.

Pelos menos 14 pessoas morreram, na sua maioria iranianos ou membros de grupos apoiados pelo Irão, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, um grupo de monitorização estabelecido no Reino Unido.

A T-4, também conhecida como Tiyas, fica entre a cidade de Homs e as antigas ruínas de Palmira. A base aérea tem sido usada pela Força Aérea russa, mas ainda não se sabe se pessoal russo estava na base no momento do ataque.