Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

‘Lava Jato’ começa no PT mas chega a todos

Dos cambistas ilegais à cúpula do Governo, a gigante rede de corrupção abalou toda a democracia brasileira

Mais de 1700 milhões de euros “desviados” da Petrobras, cerca de 3653 milhões de euros em indemnizações pedidas pelo Estado, 188 condenações equivalentes a mais de 186 anos de prisão, 163 acordos de delação premiada. Eis o balanço, até ao início de 2018, do maior escândalo de corrupção da história brasileira.

Ao fim de 49 desdobramentos, as ramificações da operação estendem-se por 42 países, incluindo Portugal (casos PT/Oi, viagem de Lula paga pela Odebrecht para apresentar livro de Sócrates).

O caso começou com a prisão de três doleiros (traficantes de divisas) em março de 2014. Usavam uma rede de postos de combustíveis e de lavagens de automóveis, as chamadas “lava a jato”. As autoridades mantiveram o nome da operação, apesar de as investigações terem extravasado o crime inicial e chegado ao desvio de dinheiro da Petrobras e a uma complexa rede de subornos a políticos.

Leia a notícia completa publicada na edição impressa do Expresso aqui