Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alemanha: Atropelamento mortal em zona pedonal de Münster

NORD-WEST MEDIA

Ministério do Interior alemão confirma a existência de quatro mortos, incluindo o autor do atropelamento. Polícia pediu à população para evitar a área. As autoridades acreditam que não se tratou de um atentado terrorista

Margarida Mota

Jornalista

Uma carrinha investiu contra uma zona pedonal, no centro da cidade de Münster, no oeste da Alemanha, tendo atingido uma esplanada de um restaurante popular.

O Ministério do Interior confirmou a existência de quatro mortos, incluindo o condutor da carrinha, que se suicidou. Há também pelo menos 20 pessoas feridas, seis das quais com gravidade.

Segundo o diário alemão “Süddeutsche Zeitung”, o autor do ataque seria um alemão com problemas psicológicos. “Não há provas de antecedentes terroristas. O presumível autor seria um alemão identificado como Jens R., nascido em 1969 e com antecedentes psiquiátricos”.

As autoridades alemãs também já confirmaram que este não terá sido um ato terrorista.

A polícia local apelou à população para que evite “a área junto ao pub Kiepenkerl”, onde já se encontram, para além da polítcia, um dispositivo de emergência de bombeiros e ambulâncias.

Citada pela agência Reuters, uma fonte ligada à segurança afirmou incialmente que “o cenário é tal que [a possibilidade de] um ataque não pode ser descartada”.

Na sua conta no Twitter, a polícia de Münster diz que “a situação é confusa” e apela a que não haja “especulações” sobre o sucedido.

Apela também a que a população “mantenha os acessos livres para que as equipas de emergência possam trabalhar” e pede para que não sejam publicadas imagens do local nas redes sociais. “Ao faze-lo não nos ajudam!”

Reuters

O Governo da chanceler Angela Merkel reagiu através da porta-voz Ulrike Demmer, que expressou solidariedade para com as vítimas do atropelamento: “Terríveis notícias de Münster”, escreveu no Twitter. “Os nossos pensamentos estão com as vítimas e seus familiares”.

Este incidente traz à memória um ataque ocorrido a 19 de dezembro de 2016, em Berlim, quando um camião investiu contra uma multidão que se passeava num mercado de Natal, matando 12 pessoas e ferindo 48. O autor do ataque, um tunisino de 24 anos, foi morto pela polícia italiana, em Milão, quatro dias depois. O ataque foi reivindicado pelo Daesh.

[Notícia atualizada às 19h34]