Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tiroteio na sede do YouTube. Há pelos menos cinco feridos e atiradora terá cometido suicídio

Há notícias de tiros disparados perto ou dentro da sede do YouTube, na Califórnia. A BBC diz que é possível que alguns funcionários da empresa estejam dentro do edifício com o alegado atacante. A CBS confirmou entretanto que há "quatro ou cinco vítimas" a caminho do hospital. Atiradora terá cometido suicídio.

Um tiroteio na sede do Youtube fez esta terça-feira pelo menos cinco feridos. As autoridades confirmaram entretanto que o atacante é uma mulher e terá cometido suicídio. Durante duas horas várias ambulâncias e um grande aparato policial rodearam o local e várias pessoas foram retiradas quer da sede da maior empresa de streaming de vídeos do mundo quer dos edifícios adjacentes.

Durante o incidente vários funcionários começaram a relatar os momentos de medo que se viviam. Vadim Lavrusik disse, no Twitter, que esteve barricado dentro de uma sala com alguns colegas mas já está a salvo. Uma outra funcionária, citada pela CNN disse que quando ouviu os tiros estava numa reunião e ligou ao seu superior que a terá informado da existência de pelo menos um ferido no pátio que serve de refeitório.

A televisão ABC7 está a transmitir cenas do local em direto. Há um forte contigente policial presente na área à volta do edifício do YouTube.

em atualização

Enquanto os polícias mandam retirar todas as pessoas dos edifícios adjacentes, o hospital Stanford Health Care diz esperar "4 ou 5" pessoas feridas na sede do YouTube

Começam a surgir nas redes sociais cada vez mais imagens de funcionários a serem retirados da sede do YouTube. Trabalham cercam de 1700 pessoas no edifício.