Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Índia vai retirar credenciais a jornalistas que criem ou difundam notícias falsas

FOTO ANN WANG/REUTERS

Índia condena notícias falsas retirando as credenciais jornalísticas a quem as criar. Caso o jornalista seja acusado três vezes irá perder a sua credencial definitivamente

O governo da Índia vai passar a suspender as credenciais de imprensa de jornalistas acusados de criar ou difundir notícias falsas, foi esta terça-feira noticiado.

O Ministério da Informação e Transmissão indiano anunciou que, de acordo com uma nova diretiva das autoridades, as credenciais de qualquer jornalista que "crie e/ou propague" notícias falsas ('fake news') serão suspensas até à conclusão da investigação, de acordo com um comunicado.

A nota não define notícias falsas, ou como poderá decorrer todo o processo.

Na primeira vez, as credenciais são suspensas por seis meses, na segunda um ano e se acontecer mais uma vez o jornalista perde a credencial definitivamente.

Segundo o comunicado, as investigações serão conduzidas por um grupo que inclui jornalistas, proprietários de media e, por vezes, políticos.