Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ex-secretário de Estado dos EUA eliminado na página do Governo

Trump nunca se deu bem com o homem que escolheu para chefiar a diplomacia

Foto Chris Keplonis/Getty Images

Depois de saber que tinha sido despedido através de um tweet do Presidente norte-americano, o nome de Rex Tillerson desapareceu agora da página oficial do Departamento de Estado

No dia em que se tornou oficial mais uma saída do gabinete de Donald Trump, Rex Tillerson, até este sábado secretário de Estado norte-americano, ‘despareceu’ também da página oficial do Governo. Quando se entra no separador com o nome de “Secretário de Estado” surge apenas a informação de que John Sullivan, que era o seu vice-secretário de Estado, passou a exercer aquelas funções desde dia 1 de abril de 2018, sem qualquer referência adicional, noticia este domingo a agência Associated Press.

Os links que levavam para as páginas com os discursos, viagens e participações em vários eventos de Rex Tillerson foram substituídos por ligações à agenda de Sullivan. E quando se carregava na biografia de ex-secretário de Estado, a ligação dizia que a página não tinha sido encontrada. Informado desse erro, o Departamento de Estado acabou por disponibilizar uma página de arquivo, disponível aquando da sua tomada de posse.

Rex Tillerson foi despedido por Donald Trump a 13 de março, mas a sua saída do gabinete só foi oficializada este fim de semana. O ex-secretário de Estado responsável pela diplomacia norte-americana soube da notícia através de mais um tweet, publicado no mesmo dia, em que o presidente dos EUA anunciava que o diretor da CIA, Mike Pompeo, iria ocupar o seu lugar. E agradecia a Rex Tillerson o seu desempenho.

O mandato de Rex Tillerson tornou-se assim um dos mais curtos na história moderna deste que é um dos mais importantes cargos na Administração norte-americana. Seguir-se-á Mike Pompeo, assim que o Senado confirme a sua nomeação.

  • O despedimento de Tillerson, um “fraquinho” que Trump tem e o “trabalho gigantesco” que aí vem

    O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, foi demitido pelo Presidente Donald Trump após meses de divergências. Para o seu lugar entra o diretor da CIA, Mike Pompeo, que deixa o seu lugar a Gina Haspel, primeira mulher nesse cargo. O especialista em política internacional Miguel Monjardino explica porque é que a demissão de Tillerson era esperada, e não só pela “falta de química” entre Trump e o seu ministro dos Estrangeiros, e antevê uma corrida contra o tempo para a realização da “cimeira do século”