Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Theresa May encantada com a resposta que os “aliados da UE” deram à Rússia

Jack Taylor / Getty Images

Vários países estão a expulsar diplomatas russos devido ao caso do envenenamento do ex-espião Skripal

Theresa May, a primeira-ministra britânica, saudou esta segunda-feira a expulsão de diplomatas russos por parte dos Estados Unidos e 16 países da União Europeia, mais a Ucrânia, a Albânia e o Canadá como um aviso à Rússia. “Juntos, enviámos a mensagem de que não vamos tolerar as contínuas tentativas da Rússia de ignorar o Direito internacional e de comprometer os nossos valores.”

Num discurso na Câmara dos Comuns (câmara baixa do parlamento britânico), a primeira-ministra destacou a “solidariedade entre os vários aliados do Reino Unido: “Houve uma enorme solidariedade por parte dos nossos aliados na União Europeia, Estados Unidos e NATO nas últimas três semanas, momento em que confrontámos a Rússia com o caso Skripal.”

Também Boris Johnson, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, saudou a “extraordinária resposta internacional” dos aliados do Reino Unido em relação à expulsão de diplomatas russos. “A extraordinária resposta internacional dos nossos aliados trata-se da maior expulsão coletiva de agentes russos dos serviços de informações russos de sempre e vai contribuir para defender a nossa segurança comum”, disse Boris Johnson no Twitter.

“A Rússia não pode violar as regras internacionais impunemente”, acrescentou.

A 14 de março, Londres havia anunciado a expulsão de 23 diplomatas russos do território britânico e o congelamento das relações bilaterais, ao que Moscovo respondeu expulsando 23 diplomatas britânicos e suspendendo a atividade do British Council na Rússia.

Lista dos países que vão expulsar diplomatas russos

UNIÃO EUROPEIA:

Alemanha, França e Polónia - Quatro diplomatas expulsos de cada um dos países.
Lituânia e República Checa - Expulsam três diplomatas cada um.
Dinamarca, Holanda, Itália e Espanha - Dois diplomatas de cada país expulsos
Croácia, Estónia, Finlândia, Roménia, Hungria e Suécia - Um diplomata expulso cada.
Letónia - Um diplomata expulso e uma empresa russa proibida.
Reino Unido - 23 diplomatas expulsos o congelamento das relações bilaterais (anunciado a 14 de março).

Fora da União Europeia:

Estados Unidos - a expulsão de 60 diplomatas (48 em Washington e 12 na ONU em Nova Iorque) e o encerramento do consulado russo em Seattle.
Canadá - Quatro russos expulsos e a recusa de três pedidos de admissão de funcionários para a embaixada.
Ucrânia - 13 diplomatas expulsos.
Albânia - Dois diplomatas expulsos
Noruega - Um diplomata expulso
Macedónia (Fyrom) - Um diplomata expulso