Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Congresso dos EUA aprova lei orçamental com verba para muro com o México

Mark Wilson

Orçamento aprovado esta sexta-feira inclui uma verba de 1.600 milhões de dólares (cerca de 1.300 milhões de euros) para iniciar a construção do muro na fronteira com o México. Quantia fica ainda muito distante dos 25.000 milhões que Trump tinha pedido ao Congresso

O Congresso norte-americano aprovou esta sexta-feira, com o voto favorável do Senado, um projeto orçamental de 1,3 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros) com mais dinheiro para a Defesa e menos do que o Presidente desejava para o muro com o México.

De madrugada, o Senado aprovou com 65 votos a favor e 32 contra o projeto com a despesa acordada entre republicanos e democratas que a Câmara dos Representantes já tinha aprovado na quinta-feira, com 256 votos a favor e 167 contra.

O Presidente, Donald Trump, promulgará a lei orçamental federal antes da próxima meia-noite para assim evitar que os Estados Unidos enfrentem uma terceira paralisação administrativa parcial num período de poucas semanas.

O orçamento esta sexta-feira aprovado pelo Congresso com o apoio dos líderes democratas inclui uma verba de 1.600 milhões de dólares (cerca de 1.300 milhões de euros) para iniciar a construção do muro na fronteira com o México, uma das obsessões de Trump.

Este montante fica, contudo, muito distante dos 25.000 milhões (cerca de 20.000 milhões de euros) que o Presidente tinha pedido ao Congresso.

A lei inclui também um aumento de 66.000 milhões de dólares (53.500 milhões de euros) para o Pentágono, cujo orçamento ascenderá aos 700.000 milhões de dólares (567.000 milhões de euros).

No acordo aprovado, não há qualquer referência aos jovens ilegais conhecidos como "Dreamers" ("Sonhadores"), ameaçados de deportação pelas políticas migratórias de Trump e cujo futuro foi imposto como condição pelos democratas para aprovarem a lei orçamental.