Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump favorável a pena de morte para certos traficantes de droga

Jabin Botsford/The Washington Post via Getty Images

Detalhes do plano de luta contra os opiáceos da Casa Branca são apresentados esta segunda-feira, num discurso em New Hampshire, pelo Presidente dos Estados Unidos

O Presidente dos Estados Unidos Donald Trump vai apresentar esta segunda-feira um plano de luta contra os opiáceos que prevê em particular o recurso à pena de morte contra certos traficantes de droga.

"O departamento da Justiça vai pedir a pena de morte contra os traficantes de droga quando tal for possível em virtude das leis existentes", indicou no domingo um responsável da Casa Branca ao apresentar as grandes linhas do plano.

O executivo norte-americano permaneceu evasivo ao ser interrogado sobre os casos concretos onde a medida poderá ser aplicada.

Trump deve apresentar os detalhes do seu plano num discurso em New Hampshire, um estado muito atingido pelo que designou de "flagelo".

Definida como uma verdadeira crise de saúde pública nos Estados Unidos, o combate à dependência de opiáceos foi designada pelo Presidente republicano como uma das suas prioridades.

Em 2016 os EUA registaram cerca de 64.000 mortes por overdose, a maioria relacionada com opiáceos. Esta categoria de estupefacientes engloba os medicamentos analgésicos, obtidos com prescrição médica (caso do oxycontin e fentanyl) e ainda a heroína, muitas vezes misturada com substâncias sintéticas.

O início de março, durante uma reunião na Casa Branca, Trump sublinhou que os países que recorriam à pena de morte contra os traficantes de droga "tinham muito menos problemas de droga" que os Estados Unidos.