Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria. Pelo menos 42 civis mortos em ataques aéreos contra Ghouta oriental

Imagem de Ghouta captada em 2015, dois anos depois do início do cerco ao enclave rebelde pelas forças sírias

Getty Images

O novo balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que atribui os raides à aviação russa, foi apresentado esta sexta-feira

Pelo menos 42 civis morreram esta sexta-feira em raides aéreos contra o enclave rebelde de Ghouta oriental, alvo de uma ofensiva do regime sírio e dos aliados russos, segundo um novo balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

A organização não-governamental com sede em Londres atribui os raides à aviação russa.

Só na localidade de Kafar Batna, os ataques mataram 31 civis e feriram uma centena de pessoas, após bombardeamentos semelhantes na localidade de Saqba, onde 11 civis morreram, diz o OSDH.

Desde o dia 18 de fevereiro, quando começou o mais recente ataque das forças sírias e russas contra Ghouta oriental, morreram 1.272 pessoas naquele enclave, entre as quais 252 crianças e 171 mulheres.

Segundo o OSDH, as forças do regime já tomaram 70% do enclave e os rebeldes controlam apenas três setores isolados uns dos outros.

Cerca de 20.000 habitantes saíram da região na quinta-feira, devido aos intensos bombardeamentos, disse o observatório.