Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Quatro alunos espanhóis expulsos por suspeita de envolvimento na violação de colega de 9 anos

As primeiras suspeitas surgiram depois de os médicos terem detetado ferimentos na criança de 9 anos, após exames de rotina

Quatro jovens com idades entre 12 e 14 anos alegadamente violaram um colega de 9 anos durante o recreio. Ninguém ainda sabe ao certo o que se passou, mas esta é a principal suspeita. Tudo terá acontecido num colégio na cidade de Jaén, no sul de Espanha, a menos de 100 quilómetros de Granada. O caso está a ser investigado pelas autoridades. Como medida preventiva, soube-se esta quinta-feira que os quatro jovens foram expulsos da escola.

“Caso se prove que a agressão aconteceu dentro do colégio em horário escolar, vão ser tomadas medidas”, assegurou Sonia Gaya, responsável local pela Educação, citada pelo “El Mundo”.

As primeiras suspeitas surgiram quando os médicos, numa consulta de rotina, detetaram ferimentos na criança de 9 anos que poderiam ter sido provocados por agressões sexuais. O hospital alertou as autoridades, que começaram a investigar o caso. Mais tarde, a vítima admitiu que aquela não era a primeira vez que era abusada, mas com medo de represálias permaneceu em silêncio, revelou a rádio espanhola “Cadena Ser”.

A criança de 9 anos, cuja a identidade não foi revelada “para a proteger”, deixou de ir às aulas enquanto o caso está a ser investigado. No colégio onde se suspeita que as agressões tenham acontecido estudam cera de 150 alunos.