Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Subida das águas do rio Sena atingiu os 5,84 metros em Paris

SOPA Images/GETTY

As vias paralelas às margens do Sena e algumas estações de caminho de ferro continuam cortadas

A subida das águas do rio Sena atingiu os 5,84 metros durante a madrugada, ultrapassando o nível máximo previsto para zona de Paris, mas não alcançou os 6,10 metros que se registaram em 2016 na capital francesa.

As autoridades esperam uma lenta descida das águas o que significa que vão manter-se cortadas as vias paralelas às margens do Sena assim como continuam fechadas algumas estações de caminho-de-ferro.

As cheias atingiram também as áreas de emergência dos museus do Louvre e de Orsay.

A navegação vai continuar restringida porque continua a ser impossível às embarcações passarem sob as pontes, devido ao elevado nível das águas.

As autoridades preveem que a “normalidade” só vá ficar restabelecida dentro de “pelo menos uma semana”.

No total, nos últimos dias, cerca de 1.500 pessoas foram retiradas das zonas que habitam na região de Paris, junto às margens do Sena e em localidades próximas da capital francesa registaram-se vários cortes no abastecimento de energia elétrica.

A subida do nível das águas do Sena e afluentes ficou a dever-se às fortes chuvas que se fizeram sentir nos últimos meses e que se intensificaram na semana passada.