Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bruxelas e Fundação Bill Gates vão investir €100 milhões na saúde em África

Lam Yik Fei/Getty Images

Nova parceria no sector da saúde vem no seguimento de uma primeira iniciativa conjunta, que visa apoiar a criação de instrumentos e de técnicas em benefício dos pequenos agricultores nos países em desenvolvimento

A Comissão Europeia e a Fundação Bill e Melinda Gates comprometeram-se esta quinta-feira a investir cerca de 100 milhões de euros no setor da saúde em África, no âmbito do Plano de Investimento Externo da União Europeia.

A contribuição da Fundação Gates consistirá numa dotação de 50 milhões de dólares (cerca de 40,9 milhões de euros) e numa verba adicional de 12,5 milhões de dólares (10,2 milhões de euros) para assistência técnica, destinados a financiar projetos de investimento no setor da saúde em África, no âmbito do quadro europeu de promoção de investimentos sustentáveis no continente.

"A Comissão Europeia acolhe com satisfação este forte apoio aos esforços que desenvolve em prol do desenvolvimento sustentável em África e anunciou uma contribuição adicional de 50 milhões de euros", especifica a nota da entidade, que salienta que "a mutualização de recursos visa incentivar os investimentos privados adicionais para a concretização dos objetivos de desenvolvimento sustentável".

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, recordou que "cerca de um terço do investimento direto estrangeiro em África provém da UE", e considerou a participação do setor privado e das organizações filantrópicas indispensável para o crescimento do continente.

"Congratulamo-nos em verificar que em parceria com os países africanos, a Comissão Europeia lidera o combate às profundas desigualdades em matéria de saúde que subsistem a nível global. Através desta iniciativa, criaremos condições para que as pessoas e as comunidades possam sair da pobreza", disse Bill Gates, citado em comunicado.

Esta nova parceria no sector da saúde vem no seguimento de uma primeira iniciativa conjunta da Fundação com a UE, anunciada em 12 de dezembro de 2017 na Cimeira do Planeta Único em Paris, que visa apoiar a criação de instrumentos e de técnicas em benefício dos pequenos agricultores nos países em desenvolvimento.

Através desta iniciativa, a Comissão contribuirá com 270 milhões de euros e a Fundação Bill e Melinda Gates com 244,7 milhões de euros para financiar a investigação no domínio da agricultura.