Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Londres. Fuga de gás encerra estação e obriga a evacuação de hotel e discoteca

A fuga de gás levou ao encerramento da estação de transportes de Charing Cross e à evacuação de cerca de 1450 pessoas de uma discoteca e de um hotel

A estação de transportes de Charing Cross, no centro de Londres, foi fechada e cerca de 1450 pessoas foram retiradas de uma discoteca e de um hotel por causa de uma fuga de gás, esta terça-feira.

Segundo a Sky News, testemunhas fizeram relatos de caos, com os porteiros na discoteca Heaven a pediram aos clientes que saíssem.

Outros clubes, hotéis e empresas na área de West End em torno da Strand — uma via importante que atravessa o centro de Londres — também foram evacuados, com perturbações esperadas para a hora de ponta da manhã, acrescenta a Sky News.

Os serviços de emergência chegaram ao local pouco depois das 2h da madrugada, após altos níveis de gás natural terem sido detetados em Craven Street, perto da estação Charing Cross.

As estradas na área foram seladas e um cordão de 150 metros estabelecido no local, enquanto os especialistas tentam isolar a fuga.

A Network Rail diz que a estação permanecerá fechada até novo aviso.

Um porta-voz da Brigada de Bombeiros de Londres afirmou: “Estamos a ajudar a polícia na Strand, depois de uma fuga de gás ter sido descoberta usando equipamentos de deteção e altos níveis de gás natural foram detetados na atmosfera”.

“Como prevenção, cerca de 1450 pessoas foram retiradas de um hotel e de um clube noturno. A Strand está completamente fechada e pedimos às pessoas que evitem a área”, acrescentou.

O porta-voz adiantou ainda: “Nesta fase, ainda não conhecemos a causa da fuga de gás. Os técnicos estão no local a tentar isola-la. Há indicação de altas quantidades de gás natural na área. Estamos a tentar resolver o mais rapidamente possível”.