Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Shutdown” no governo americano chega (temporariamente) ao fim

Drew Angerer

Acordo foi alcançado após horas de negociações, que terminou com os democratas a conseguirem maiores compromissos no que diz respeito à imigração

Depois de quase três dias de 'shutdown', democratas e republicanos chegaram a um acordo no Senado esta segunda-feira que vai permitir reabrir temporariamente os serviços públicos dos Estados Unidos, encerrados desde sábado devido à falta de acordo, na passada sexta-feira, sobre uma proposta de orçamento provisório que manteria os serviços a funcionarem. Uma das principais consequências desta paralisação foi deixar milhares de funcionários em casa sem salário.

Foi o líder dos democratas, Chuck Schumer, quem anunciou o acordo: “Vamos votar hoje para reabrir o governo”. A votação passou esta tarde, por 81 votos contra 18.

O acordo foi alcançado após horas de negociações, que terminou com os democratas a conseguirem maiores compromissos no que diz respeito à imigração. Os democratas acederam a deixar passar a distribuição de fundos proposta pelos republicanos durante três semanas. Segundo Schumer, este acordo provisório dá condições para a continuidade do programa federal chamado Daca, que dá proteção legal a 700 mil imigrantes levados pelos pais para os EUA ainda em crianças.

Em nota, Donald Trump declarou estar “satisfeito que os democratas tenham voltado ao bom senso”.