Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Novo balanço de ataque em hotel em Cabul confirma 18 mortos, incluindo 14 estrangeiros

JAWAD JALALI/EPA

Um novo balanço oficial do ataque ocorrido no sábado contra um hotel de luxo na capital do Afeganistão, Cabul, confirma pelo menos 18 mortos, incluindo 14 cidadãos estrangeiros

Um novo balanço oficial do ataque ocorrido no sábado contra um hotel de luxo na capital do Afeganistão, Cabul, confirma pelo menos 18 mortos, incluindo 14 cidadãos estrangeiros.

"Catorze estrangeiros e quatro afegãos foram mortos", declarou o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Najib Danish, em declarações ao canal Tolo news, sem precisar as nacionalidades dos expatriados.

Já em declarações à agência noticiosa espanhola EFE, o mesmo porta-voz indicou que entre as vítimas estrangeiras até agora identificadas constam cidadãos da Ucrânia, Venezuela, Grécia e Quirguistão.

O porta-voz também referiu que 11 das vítimas mortais são funcionários da companhia aérea Kam Air. Uma fonte desta companhia afegã confirmou, até ao momento, a morte de 10 funcionários estrangeiros: oito ucranianos e dois venezuelanos.

O anterior balanço do ataque, reivindicado entretanto pelos talibãs, dava conta de seis vítimas mortais, incluindo um cidadão oriundo da Ucrânia. A identificação do cidadão ucraniano foi confirmada pelo governo de Kiev.

O ataque que teve como alvo o Hotel Intercontinental em Cabul, uma unidade hoteleira de luxo que é muito frequentada por estrangeiros e por políticos afegãos, teve início no sábado e que só terminou mais de 12 horas depois.

Um grupo de atacantes entrou no hotel pouco depois das 21:00 locais (17:30 de Lisboa) de sábado e fez explodir uma granada para abrir caminho antes de começar a disparar sobre seguranças e clientes.

Depois seguiram-se intensas trocas de tiros entre as forças de seguranças afegãs e os insurgentes que se prolongaram por várias horas.
Em junho de 2011, este mesmo hotel foi alvo de um ataque também reivindicado pelos talibãs, que fez 21 mortos.