Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Boris Johnson propõe construção de ponte entre Reino Unido e França

Yana Paskova/GETTY

Ministro britânico dos Negócios Estrangeiros diz que o atual túnel da Mancha, por onde se desloca o comboio Eurostar, é apenas o “primeiro passo” nas comunicações entre a França e o Reino Unido

O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, propôs a construção de uma ponte sobre o Canal da Mancha para ligar o Reino Unido à França, noticia esta sexta-feira a BBC.

De acordo com a televisão pública britânica, Boris Johnson fez a proposta na quinta-feira, durante os trabalhos da cimeira entre a França e o Reino Unido em que a primeira-ministra do executivo de Londres, Theresa May e o chefe do governo francês, Emmanuel Macron, concordaram estreitar a cooperação em matérias de imigração e segurança.

Ainda segundo a BBC, durante o encontro bilateral, em que também participaram ministros e representantes dos serviços de informações dos dois países, o chefe da diplomacia britânica sublinhou que as "boas relações" são vitais para as "relações futuras".

Johnson, conhecido no Reino Unido como impulsionador de grandes projetos de infraestruturas, disse que o atual túnel da Mancha, por onde se desloca o comboio Eurostar, é apenas o "primeiro passo" nas comunicações entre a França e o Reino Unido.

Através do Twitter, Johnson assinalou, entretanto, que ambos os executivos concordaram na nomeação de um grupo de especialistas para o estudo de "grandes projetos".

Fontes próximas do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido disseram à imprensa britânica que o presidente francês está "entusiasmado" com a ideia sobre os "grandes projetos".

A BBC recorda que a possibilidade de unir o Reino Unido a França através de uma ponte foi abordada em 1981, mas que o projeto foi afastado porque se concluiu, na altura, que a infraestrutura podia prejudicar o movimento marítimo no Canal da Mancha.

Sobre a suposta nova ideia de Johnson, a Câmara de Transportes Marítimos do Reino Unido, indicou esta sexta-feira através de uma mensagem no Twitter que "construir uma grande estrutura de cimento no meio do canal com o maior movimento marítimo do mundo pode levantar alguns desafios".